Prefeitura Municipal de Camaquã | Noticias

Notícias

Você está: Notícias > Detalhe

Dia Mundial do Pedestre é lembrado em 8 de agosto

Postado em 08 de Agosto de 2018

A Divisão de Trânsito de Camaquã, vinculada a Secretaria da Infraestrutura e dos Transportes, através do Diretor de Trânsito Carlos Eduardo Guaspari, parabeniza a população camaquense pelo Dia Mundial do Pedestre, o qual  é celebrado globalmente em 8 de agosto, e é uma data celebrada oficialmente até mesmo pela ONU, pois os riscos à vida e a segurança dos pedestres são, na prática, riscos que atingem todas as pessoas que, em algum momento, saem de suas casas.

O pedestre é, via de regra, o componente do trânsito mundial mais frágil – e é neste ponto que surge um problema significativo. Se é o ser mais frágil que participa deste sistema, deveria ser o mais protegido. Na prática, no entanto, não se observa esta preocupação.

A gravidade disso está no fato de que condutores de veículos também são pedestres. Ao não cuidarem da integridade e segurança das outras pessoas, estão colocando em risco sua própria vida ao saírem de seu automotor.

 

Somos todos pedestres: importância do Dia Mundial do Pedestre

Uma das campanhas de maior destaque no Dia Mundial do Pedestre no Brasil ocorreu em 2014, com a frase tema “Somos todos pedestres”. A declaração é óbvia, mas parece não haver uma correspondência entre a participação de todos como pedestres e o cuidado com as pessoas.

O Organização Mundial da Saúde estima que a cada semana morram mais de cinco mil pessoas no trânsito ocupando a posição de pedestre. Isso representa cerca de um quarto de todas as mortes que ocorrem no trânsito.

A gravidade deste número é que pedestres não andam a velocidades perigosas e sua atividade não deveria ser potencialmente fatal. Pedestres não estão expostos à possibilidade de falha mecânica ou de perder o controle de sua condução.

Por isso, toda morte de trânsito de alguém que está caminhando na rua poderia ser evitada. Isso significa que ao menos um quarto de todas as mortes de trânsito no mundo poderiam ser poupadas.

 

Maiores dificuldades em ser pedestre

Segundo a própria Organização das Nações Unidas (ONU), ainda há muito o que se fazer para tornar o nosso planeta mais “caminhável” por todos, permitindo que os pedestres utilizem calçadas seguras, confiáveis e acessíveis por todas as pessoas, com ou sem dificuldades de locomoção.

As dificuldades vão desde a irresponsabilidade dos motoristas com a figura do pedestre até as calçadas, que muitas vezes apresentam condições bastante precárias de segurança. É necessário deixar claro onde é o local do pedestre e onde é a via dos automotores, conscientizar o motorista em relação à importância do seu papel como protetor do pedestre.

 

O pedestre e a Organização Mundial da Saúde

A Organização Mundial da Saúde é um órgão da ONU que preocupa-se com as condições de vida e saúde das pessoas ao redor do mundo. Foi a OMS quem liderou a proposta de tornar o período entre 2011 e 2020 uma década focada em diminuir a violência no trânsito.

Entre os principais esforços deste década está um tema que contribui muito com as demandas do Dia Mundial do Pedestre: reduzir as mortes no trânsito. Além de reconhecer a data, de 8 de agosto, ela promove as Semanas Globais de Segurança nas Ruas, que tentam transformar a vida no trânsito em algo mais tranquilo para todas as pessoas.